EN ISO 469

EN 469 Combate a incêndios com roupas de proteção Marina Textil

Requisitos de funcionalidades para a roupa de proteção no combate contra incêndios

EN ISO 469 – Esta norma europeia especifica os níveis mínimos necessários para a roupa de proteção utilizada durante as intervenções de combate a incêndios e atividades associadas.

REQUISITOS PARA A CERTIFICAÇÃO DA NORMA EN ISO 469

MÉTODO DE TESTE

DESCRIÇÃO

VALORES DE MÍNIMO CUMPRIMENTO

ISO 7000-2418

Equipamento de proteção para bombeiros – Pictograma.

EN 469 Roupa de proteção para combate a incêndios Marina Textil

ISO 13688

Pictograma etiquetagem vestimenta.

tecido de proteção retardante de chamas Marina Textil

ISO 15025

Roupa de proteção – Proteção contra as chamas – Método de teste para propagação limitada da chama.

A1 ou A2

ISO9151

Roupa de proteção contra o calor e as chamas: a montagem de componentes ou montagem de roupas multicamada deve obter os seguintes níveis de funcionalidade e ser classificada em consequência. Quando existam níveis de funcionalidade 1 e 2 na mesma vestimenta ou montagem de roupas multicamada, deve-se classificar com o nível mais baixo, isto é, como nível 1.

Índice Nível 1 Nível 2
HTL24 ≥ 9,0 ≥ 13,0
HTL24  – HTL12 ≥ 3,0 ≥ 4,0

EN6942

Roupa de proteção – Proteção contra o calor e o fogo: a montagem de componentes ou montagem de roupas multicamada deve obter os seguintes níveis de funcionalidade e ser classificada em consequência. Quando existam níveis de funcionalidade 1 e 2 na mesma vestimenta ou montagem de roupas multicamada, deve-se classificar com o nível mais baixo, isto é, com
o nível 1. O teste será realizado com um fluxo de calor de 40 kW/m².

Índice Nível 1 Nível 2
HTL24 ≥ 10,0 ≥ 18,0
HTL24 – HTL12 ≥ 3,0 ≥ 4,0

ISO 13934-1

Deve-se testar 3 provetas no sentido do urdume e 3 provetas no sentido da trama do material externo, após a aplicação do calor radiante a uma densidade de fluxo de 10 kW/m².

Cada proveta deve ter uma resistência à tração ≥ 450 N

ISO 17493

Resistência ao calor a 180 ºC (ISO 17493): Com um tempo de exposição de 5 minutos, cada material utilizado na montagem de roupas não deve inflamar ou derreter e não deve encolher mais de um 5 % em qualquer direção. Testa-se cada material por separado. Os acessórios rígidos do tipo ou tipos utilizados na vestimenta já finalizada deverão funcionar após este teste.

ISO 13937-2

Têxteis – Propriedades de tração dos tecidos – Parte 2: Determinação da força máxima mediante o método de rasgo

≥ 25 N (material externo)

ISO 13934-1

Têxteis – Propriedades de tração dos tecidos – Parte 1: Determinação da força máxima e do prolongamento sob força máxima utilizando o método da tira.

≥ 450 N (material externo)

ISO 5077

Estabilidade dimensional (EN ISO 5077): Será testada cada camada por separado. Uma amostra será preparada com a combinação de todos os materiais que componham a vestimenta, costurados pelos 4 lados; se o resultado for maior que 10 %, serão testadas mais 2 amostras e o resultado será a média dos 3 testes.

Para os tecidos planos será de ± 3 % e para os tecidos de malha será de ± 5 %.

EN6530

Resistência à penetração de produtos químicos líquidos (EN ISO 6530): O conjunto de materiais, para cada um dos testes realizados, não deve apresentar penetração até a camada mais interna da vestimenta e o índice de repelência deve ser ≥ 80, classificado com o resultado mais baixo obtido com uma aplicação de 10 segundos dos seguintes produtos químicos:

Produto químico

Concentração
( %)

Temperatura
± 2 ºC
NaOH 40 20
 HCI 36 20
 H2SO2 30 20
 C– H10 (o-xileno) 100 20

Não devem apresentar penetração até a camada mais interna da vestimenta e o índice de repelência deve ser ≥ 80 classificado.

EN20811

Resistência à penetração de água (EN 20811): Cada teste, incluindo as costuras, devem conseguir um dos dois níveis de funcionalidade, utilizando um aumento de pressão de (0,98 ± 0,05) kPa/min;
• Nível 1 < 20 kPa, para vestimentas sem barreira contra umidade.
• Nível 2 ≥ 20 kPa, para vestimentas com barreira contra umidade.
Será marcado com Y1 ou Y2 dependendo do nível conseguido.

• Nível 1 < 20 kPa, para vestimentas sem barreira contra umidade.
• Nível 2 ≥ 20 kPa, para vestimentas com barreira contra umidade.
Será marcado com Y1 ou Y2 dependendo do nível conseguido.

EN31092

Resistência ao vapor d’água, Ret (EN 31092): Será testado o conjunto de materiais completo, excetuando as barreiras anticapilaridade, faixas retrorrefletivas e fluorescentes.

Os requisitos mínimos serão:
• Nível 1 > 30 m²Pa/W
• Nível 2 ≤ 30 m²Pa/W.
Será marcado com Z1 ou Z2 dependendo do nível conseguido.

ISO 13506

Teste de Manequim ISO 13506 será testado com uma densidade de fluxo de 84 kW/m² e um tempo de exposição de 8 segundos.

EN24920

Realizando o teste a uma temperatura de 20 ºC.

O tecido externo deve apresentar um grau de molhabilidade ≥ 4.

Setores nos quais se aplica a norma EN ISO 469

BOMBEIROS

Alguns dos tecidos da Marina Textil que cumprem a norma EN ISO 469

Se tiver alguma dúvida, entre em contato com os nossos especialistas do departamento técnico.