EN ISO 11612

EN 11612 protection fabric

REQUISITOS PARA OS TECIDOS E MATERIAIS DA ROUPA DE PROTEÇÃO CONTRA O CALOR E A CHAMA

A norma EN ISO 11612 analisa as propriedades de proteção das vestimentas, seus materiais (tecidos de proteção) e acessórios, perante o calor e a chama. Além disso, analisa-se se a resistência, encolhimento e vida útil cumprem alguns valores mínimos. Tudo isso certifica-se nos laboratórios oficiais ILAC – MRA.

Reproduzir vídeo

REQUISITOS PARA A CERTIFICAÇÃO DA NORMA EN ISO 11612

MÉTODO DE TESTE

DESCRIÇÃO

VALORES DE MÍNIMO CUMPRIMENTO

ISO 17493

Roupa e equipamento para a proteção contra o calor – Método de teste para a resistência térmica convectiva utilizando um forno de circulação de ar quente.

180 ºC (260 ºC opcional)

ISO 15025

Roupa de proteção – Proteção contra as chamas – Método de teste para propagação limitada da chama.

A1 ou A2

ISO 9151

Roupa de proteção contra o calor e as chamas – Determinação da transmissão de calor convectivo por exposição à chama.

B1

ISO 6942

Roupa de proteção – Proteção contra o calor e o fogo – Determinação da transmissão de calor por exposição a uma fonte de calor radiante.

C1

ISO 9185

Roupa de proteção – Avaliação da resistência dos materiais aos respingos de metal fundido.

ISO 12127-1

Roupa de proteção contra o calor e as chamas – Determinação da transmissão de calor por contato através de roupa protetora ou materiais constitutivos – Parte 1: Calor de contato produzido pelo cilindro de calefação.

F1

ISO 5077

Têxteis – Determinação da mudança de tamanho em lavagem e secagem.

3 % tecido plano, 5 % tecido de malha

ISO 13934-1

Têxteis – Propriedades de tração dos tecidos – Parte 1: Determinação da força máxima e do prolongamento sob força máxima utilizando o método da tira.

Mín. 300 N

ISO 13937-2

Têxteis – Propriedades de tração dos tecidos – Parte 2: Determinação da força máxima mediante o método de rasgo.

Mín. 10 N

ISO 13938-1

Têxteis – Propriedades de explosão dos tecidos – Parte 1: Método hidráulico para a determinação da resistência à explosão e a distensão de ruptura.

menos 100 kPa (com uma área de teste de 50 cm2) ou 200 kPa (com uma área de teste de 7 cm2).

ISO 13938-2

Têxteis – Propriedades de explosão dos tecidos – Parte 2: Método pneumático para a determinação da resistência à explosão e a distensão de ruptura.

menos 100 kPa (com uma área de teste de 50 cm2) ou 200 kPa (com uma área de teste de 7 cm2).

Setores nos quais se aplica a norma EN ISO 11612

SIDERURGIA

SIDERURGIA

FONDERIE D’ALUMINIUM

FUNDIÇÃO DE ZINCO

FUNDIÇÃO DE VIDRO

CATENÁRIAS

COMPANHIAS ELÉTRICAS

PLATAFORMAS PETROLÍFERAS

AUTOMAÇÃO

CONSTRUÇÃO NAVAL

UTILITIES E SUBEMPREITEIROS

LAVANDERIAS INDUSTRIAIS

INDÚSTRIA DE GÁS

SOLDAGEM

Alguns dos tecidos da Marina Textil que cumprem a norma EN ISO 11612