EN ISO 13937

ISO 12127 protection fabric

PROPRIEDADES DOS TECIDOS PERANTE O RASGO

O método de teste EN ISO 13937 determina a força de rasgo de provetas têxteis com forma de calça mediante o método de rasgo único.

REQUISITOS PARA O MÉTODO DE TESTE EN ISO 13937

MÉTODO DE TESTE

DESCRIÇÃO

VALORES DE MÍNIMO CUMPRIMENTO

EN ISO 13937-2

Parte 2: determinação da força de rasgo de provetas com forma de calça (método de rasgo único).

Para cada tecido, são testadas 5 amostras no sentido do urdume e 5 amostras no sentido da trama.

Este teste também é denominado método da calça, visto que a proveta é cortada com esta forma.

Fixa-se a amostra nas garras, com uma “perna” em cada uma delas. Coloca-se o dinamômetro em movimento com uma velocidade constante de 100 mm/min, colocando em movimento uma das garras (clipe móvel) e o rasgo segue até alcançar o ponto marcado a 2,5 cm da borda da amostra.

Cálculo da ruptura: para cada uma das amostras testadas, o gráfico resultante divide-se em 4 partes iguais; a primeira parte será desprezada e calcula-se o resultado com os valores das 3 restantes.

Setores nos quais se aplica o método de teste EN ISO 13937

SIDERURGIA

SIDERURGIA

FONDERIE D’ALUMINIUM

FUNDIÇÃO DE ZINCO

FUNDIÇÃO DE VIDRO

FÁBRICAS DE CIMENTO

COMPANHIAS ELÉTRICAS

INDÚSTRIA QUÍMICA

UTILITIES E SUBEMPREITEIROS

ENERGIAS RENOVÁVEIS

BOMBEIROS

BOMBEIROS FLORESTAIS

POLÍCIA E EXÉRCITO

LABORATÓRIOS ELETRÔNICOS

SALAS BRANCAS

AUTOMAÇÃO

SOLDAGEM

ZONAS ATEX

CONSTRUÇÃO NAVAL

CATENÁRIAS

LAVANDERIAS INDUSTRIAIS

PLATAFORMAS PETROLÍFERAS

INDÚSTRIA DE GÁS

Alguns dos tecidos da Marina Textil que cumprem o método de teste EN ISO 13937