TECIDOS DE PROTEÇÃO PARA FUNDIÇÕES DE VIDRO

Os tecidos devem evitar as queimaduras por contato e por calor radiante.

Este tipo de fundição é de menor risco, mas não por isso a exposição do pessoal à zona de fornos e da própria fabricação do produto deixa de ser importante. Os riscos costumam ser de queimaduras por calor por contato e por calor radiante.

Marina Textil trabalha para desenvolver tecidos que suportem esse contato com as gotas de vidro, no caso de fábricas de garrafas ou embalagens, e no caso de fábricas de vidros planos, para-brisa, etc., com as peças em questão.

Outro risco é o calor radiante, que costuma ser muito intenso e prolongado. Para isso, Marina também possui tecidos que permitem uma melhor proteção e durabilidade da vestimenta confeccionada. Estes tecidos também proporcionam proteção perante outros riscos que, apesar de ocorrerem com menor frequência, também podem acontecer nas fundições de vidro, como o risco de calor convectivo, arco elétrico, respingos de agentes químicos líquidos e pouca visibilidade.

Estes são os tecidos ignífugos que a Marina Textil desenvolveu para as fundições de vidro. Clique sobre qualquer um deles para conhecer as suas especificações.

NORMATIVAS QUE DEVEM CUMPRIR OS TECIDOS DE PROTEÇÃO PARA FUNDIÇÕES DE VIDRO