TECIDOS DE PROTEÇÃO PARA FUNDIÇÕES DE ZINCO

A viscosidade do zinco em estado líquido faz do seu respingo um dos mais difíceis para a proteção do pessoal.

O ponto de fusão do zinco é de 420 ºC, portanto possui uma viscosidade em estado líquido muito elevada (ainda mais que o alumínio). Por isso, perante seus respingos, este metal é um dos mais difíceis de proteger. Ele se adere a praticamente qualquer tecido e, suas ligas, com uma porção importante de níquel, são de um risco muito elevado. Caso o respingo grude no tecido, a transmissão de calor para a pele do operário é muito menor, mas não menos perigosa que no caso do alumínio.

A solução da Marina Textil passa por um tecido exclusivo, desenvolvido ao pensar apenas neste tipo de risco. Tais tecidos também foram desenvolvidos para proteger dos demais riscos que, apesar de com menor frequência, podem acontecer nas fundições de zinco, como o calor convectivo, arco eléctrico e respingos de materiais químicos líquidos. O peso de tal solução têxtil dependerá do tipo de indústria, fundição ou zincagem e, dentro da mesma, de sua automatização.

Estes são os tecidos ignífugos que a Marina Textil desenvolveu para as fundições de zinco. Clique sobre qualquer um deles para conhecer as suas especificações.

NORMATIVAS QUE DEVEM CUMPRIR OS TECIDOS DE PROTEÇÃO PARA FUNDIÇÕES DE ZINCO