TECIDOS DE PROTEÇÃO PARA A POLÍCIA E O EXÉRCITO

Este setor requer a última tecnologia em tecidos, sem esquecer do conforto, da resistência e transpirabilidade.

Como regra geral, todos os corpos e forças de segurança do estado, ou do setor privado, devem ser equipados com a máxima proteção em função de seus cargos e funções. A indústria têxtil adaptou-se para oferecer tecidos técnicos que cobrem múltiplas necessidades, como a proteção ignífuga, repelência à gasolina, desenvolvimentos “anticoquetel molotov”, tecidos impermeáveis, de alta tenacidade, fibras resistentes a tensões extremas, etc.

Nas divisões militares, existem fatores muito importantes a considerar na hora de conceber um tecido de proteção. As condições com as quais trabalham neste setor nos levam ao desenvolvimento de novos tecidos. Projetos que partem de tecidos técnicos básicos, até chegar à tecnologia têxtil mais inovadora. É assim que se desenvolvem tecidos mimetizados que se camuflam e adaptam ao ambiente, ou tecidos anti-infravermelhos que ocultam o usuário para evitar que seja detectado por visão térmica.

Marina Textil colabora com diferentes universidades europeias e institutos de investigação têxtil para oferecer estes tecidos técnicos de alta tecnologia, sem deixar de lado os conceitos básicos que todo tecido deve cumprir, como é o caso do bom conforto e da correta transpirabilidade.

Estes são os tecidos ignífugos que a Marina Textil desenvolveu para a polícia e o exercito. Clique sobre qualquer um deles para conhecer as suas especificações.

NORMATIVAS QUE DEVEM CUMPRIR OS TECIDOS DE PROTEÇÃO PARA A POLÍCIA E O EXÉRCITO